5 atitudes para um jovem empreendedor ter sucesso

Em pesquisa divulgada em 2017, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) constatou que a taxa de sobrevivência das empresas com até 2 anos em atividade no país subiu para 76,6% entre 2008 a 2012. Desde então, o ambiente favorável à abertura de novos negócios também motivou o surgimento de um importante perfil: o do jovem empreendedor.

No artigo de hoje, você terá acesso a um panorama otimista: o crescimento da juventude empreendedora no país. Além disso, também apresentaremos 5 atitudes de sucesso de um jovem empreendedor, assim como alguns comportamentos que devem ser evitados. Confira!

 

Crescimento da juventude empreendedora no Brasil

A alternativa de uma carreira tradicional no ambiente corporativo não tem sido mais prioridade para os jovens brasileiros. É o que mostra o relatório executivo Empreendedorismo no Brasil, também desenvolvido pelo Sebrae em 2017.

Os dados revelam que, no perfil dos novos negócios, a participação do jovem empreendedor de 18 a 34 anos saltou de 50% para 57% em relação ao ano anterior.

Para você ter uma ideia melhor, essa porcentagem corresponde a 15,7 milhões de jovens no Brasil tanto em fase inicial quanto em atividade pelo período de 3 anos e meio.

Tanto para quem está em início de carreira quanto para quem já mantém seu negócio em operação, existem atitudes essenciais que devem ser desenvolvidas. Conheça algumas delas!

 

5 Atitudes de sucesso de um jovem empreendedor

     1. Aplique toda sua curiosidade em novas ideias

O jovem empreendedor da Geração Y é curioso por natureza. Mesmo com esse conceito bastante difundido, ainda existe um certo choque de cultura com as gerações anteriores. O fato é que, apesar de seu perfil ser considerado distraído e superficial, esses jovens têm grande habilidade para consumir informação de todos os tipos.

Por isso, o ideal é que você faça da sua curiosidade uma oportunidade para atuar na gestão da inovação do seu negócio. Não se trata apenas de criar um novo produto ou serviço revolucionário, mas também de otimizar seus processos e oferecer um atendimento baseado no sucesso do seu cliente — assim como fazem as startups.

     2. Use suas habilidades de relacionamento em seu favor

Outra característica intrínseca ao jovem empreendedor é a sua incrível habilidade de desenvolver relacionamentos, seja no dia a dia ou em eventos corporativos. Ele pode até enxergar as estruturas hierárquicas. Entretanto, isso não é um impeditivo para que se relacione com pessoas de todos os níveis de maneira horizontal e, sobretudo, espontânea.

Essa vantagem permite que o jovem empreendedor — o que conduz seu negócio sozinho, que tem uma pequena equipe ou já lidera um grande time — aplique sua habilidade nos processos de gestão de pessoas. Uma vez que o empreendedor não faz nada sozinho, incentivar a sua equipe a caminhar ao seu lado deve ser sua prioridade.

     3. Cuide da sua imagem para além das redes sociais

jovem empreendedor cuidando da aparência
O cuidado com a imagem pessoal e profissional é um ponto importante para que um jovem empreendedor obtenha sucesso.

Estar presente nas redes sociais faz parte do DNA dos jovens. Sua capacidade de realizar múltiplas tarefas simultaneamente permite que ele mantenha atualizados seus perfis no Instagram, Facebook e LinkedIn. Essas plataformas são excelentes canais para estar em contato com sua equipe e seu público, mas elas são apenas uma parte de você.

Um jovem empreendedor deve enxergar que o seu sucesso depende de uma série de outros fatores que antecedem a imagem que é transmitida socialmente. É o que indica o conceito do marketing pessoal. Para ser bem-visto e respeitado pelo seu trabalho, você deve colaborar para que sua imagem represente a sua essência.

    4. Desenvolva sua capacidade de comunicação

Aliás, um dos outros fatores para um marketing pessoal de sucesso é usar sua habilidade de relacionamento para comunicar-se com clareza e eficiência.

Mesmo que sua capacidade de comunicação seja inata, o mundo está em constante mudança. Portanto, é essencial que você saiba adaptar seu discurso de acordo com as necessidades do mercado, da sua equipe e do seu cliente.

Uma maneira de fazer isso é trabalhar sua autoconfiança por meio de um processo de coaching, que pode ser realizado com uma regularidade anual, por exemplo. O grande segredo é que ao estar seguro de si, o jovem empreendedor também transmite segurança para as pessoas ao seu redor.

    5. Aprenda a lidar com os momentos de altos e baixos

Um dos pontos negativos do perfil do jovem empreendedor é sua ansiedade. Ela é capaz de atrapalhá-lo na compreensão de que, tanto na vida pessoal quanto da vida profissional, as fases boas e ruins serão sempre constantes. Por não entender que essa é a regra do jogo, muitos acabam se frustrando.

Assim, nosso conselho é que você faça o possível para, desde cedo, aprender a lidar com a crise — seja ela externa, devido à situação econômica do mercado, ou mesmo interna, quando uma parceria parece abalada. O importante é enxergar essas situações como oportunidades de superação.

Fonte: Consulting House

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.