A escolha de Lucas para vice de João e os desdobramentos políticos

A repercussão do anúncio de Lucas Ribeiro (Progressistas) como candidato a vice de João Azevêdo (PSB) foi automática. Apesar de já esperado, o anúncio trouxe, imediatamente, alguns desdobramentos. O primeiro foi a natural integração de outro partido na base aliada do governo. O PSD, agora comandado pela senadora Daniella Ribeiro, anunciou apoio a reeleição de João Azevêdo.

Nas eleições de 2018, a mãe de Lucas Ribeiro foi eleita senadora justamente na chapa de oposição, capitaneada por Lucélio Cartaxo, irmão do ex-prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PT).

Daniella, inicialmente, optou por não aderir ao governo imediatamente após o anúncio do irmão, o deputado federal Aguinaldo Ribeiro (Progressistas), de que estaria ao lado do governador nas eleições deste ano, mas agora, com o filho indicado para a chapa, a senadora o movimento de mudança de lado em relação ao governo.

O PSD da Paraíba, do qual sou a presidente, apoia a reeleição do governador João Azevedo, que terá Lucas Ribeiro, como candidato a vice-governador. Estou certa que Lucas dará uma grande contribuição com sua competência, dinamismo e juventude. O momento agora é de olhar para frente e trabalhar pensando na Paraíba”, afirmou Daniella. 

Racha em Campina Grande

Outro desdobramento provocado pela confirmação da vice de João Azevêdo é a situação em Campina Grande. Lucas é vice de Bruno Cunha Lima, que apesar de ser do PSD, defende a candidatura do primo, Pedro Cunha Lima (PSDB), pela oposição.

O prefeito já está insatisfeito com o grupo dos Ribeiro por ter “tomado” o comando PSD do também aliado Romero Rodrigues (PSC). Com esse novo ingrediente, o racha entre os grupos Cunha Lima e Ribeiro em Campina Grande é dado como certo, a ser confirmado em breve com exonerações na Prefeitura de Campina Grande.

Os sinais de que não aceitaria a adesão dos Ribeiro ao governo já foram explicitados por Bruno. Sobre isso, Lucas adotou outro tom, defendendo a continuidade da parceira local. Ouça:

Outras adesões

Além do PSD, a confirmação de Lucas como nome da chapa governista deve somar ao governador outras lideranças, como prefeitos aliados ao grupo de Aguinaldo. O deputado federal reforçou que esse trabalho já está sendo feito. Ouça:

Fonte: Portal T5

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.