Acusado de executar auditor fiscal em JP é condenado a mais de 33 anos de prisão

Durou mais de 10 horas o julgamento do homem acusado de matar um auditor fiscal, em 2019. O crime aconteceu no bairro Paratibe, na Zona Sul de João Pessoa.

Diego da Silva Cavalcanti teria matado Paulo Germano Teixeira de Carvalho, de 67 anos, na granja dele, a mando do próprio filho, Paulo Rodrigo Ribeiro Teixeira de Carvalho.

As investigações apuraram que o filho planejou o crime com o objetivo de fincar com dinheiro do pai e também teria planos de matar a irmã.

Diego foi condenado por homicídio e roubo. A sentença foi lida pela juíza Francilucy Rejane e a condenação foi de 33 anos e 4 meses, em regime fechado.

Outros dois acusados, Paulo Rodrigo Ribeiro Teixeira de Carvalho, filho de Paulo Germano, e Carlos Roberto Ferreira Pontes, suspeito de ser o articulador, conseguiram um recurso e o julgamento deles foi adiado.

Fonte: Portal T5

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.