Ainda não pegou Covid-19? O motivo pode ser a genética

Por mais que a Covid-19 já tenha feito mais de 30 milhões de vítimas desde 2020 só no Brasil, é muito fácil encontrar pessoas que ainda não tiveram a doença. Além disso, para a maioria das pessoas, a doença causa sintomas leves, com os casos graves sendo uma minoria, mas o que determina a gravidade da doença em uma pessoa? Segundo um novo estudo, pode ser a genética.

De acordo com pesquisadores da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, existem quatro variações genéticas que são críticas para a infecção por Covid-19, são elas TMPRSS2, DPP4, LY6E e ACE2. Este último permite a entrada do vírus nas células pela conexão com a proteína Spike do Sars-Cov-2.

Estudo usou dados de população ampla

Usando dados de quase 18 mil pessoas de diferentes partes do mundo, os pesquisadores descobriram que variações genéticas podem ter evoluído como uma resposta ao contato anterior com patógenos da mesma família do vírus da Covid-19. Algumas dessas informações têm ligações com desde distúrbios respiratórios, até doenças hepáticas.

Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.