Ameaça de tsunami no Pacífico provocado por vulcão submarino diminui

Após um tsunami com ondas de até 1,8 metro de altura ter atingido a capital de Tonga, Nuku’alofa, causando alagamento severo em áreas residenciais da cidade, a ameaça de um novo episódio de ondas invasoras ser formado no Pacífico em decorrência de uma enorme erupção vulcânica submarina começou a recuar na manhã deste domingo (16).

Esta imagem feita pelo Himawari-8, um satélite meteorológico japonês operado pela Agência Meteorológica do Japão, e divulgada pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicações (NICT), mostra a erupção de vulcão submarino na região do Pacífico próxima a Tonga no sábado (15). Imagem: NICT via AP

No entanto, de acordo com a agência de notícias Associated Press (AP), a enorme nuvem de cinzas que cobria a pequena nação insular de Tonga impediu voos de vigilância da Nova Zelândia para avaliar a extensão dos danos.

Imagens de satélite mostraram a erupção que ocorreu no sábado à noite, com uma pluma de cinzas, vapor e gás subindo em forma de um cogumelo acima das águas azuis do Pacífico. Um estrondoso barulho podia ser ouvido tão longe quanto no Alasca.

Não há relatos de mortes em Tonga ocasionadas por tsunami provocado por erupção vulcânica submarina

Em Tonga, ele provocou ondas de tsunami que atingiram violentamente a costa, fazendo as pessoas correrem para regiões mais altas.

Além disso, a erupção cortou a internet na ilha, deixando amigos e familiares ao redor do mundo ansiosos por notícias, tentando entrar em contato para descobrir se houve alguma ocorrência grave. Sites do governo e outras fontes oficiais permaneceram sem atualizações até o domingo.

Erupção vulcânica submarino provoca tsunami em Tonga e adjacências, atingindo partes dos EUA. Imagem: Reprodução Twitter

Jacinda Ardern, primeira-ministra da Nova Zelândia, revelou que ainda não houve relatos oficiais de feridos ou mortes em Tonga, mas alertou que as autoridades ainda não haviam feito contato com algumas áreas costeiras e ilhas menores. “A comunicação com Tonga permanece muito limitada. E eu sei que isso está causando uma enorme ansiedade para a comunidade tongã em todo o país”, disse Ardern.Segundo ela, houve danos significativos em barcos e lojas ao longo do litoral de Tonga. “A capital estava coberta por uma camada espessa de poeira vulcânica, contaminando o abastecimento de água e tornando a água doce uma necessidade vital”, disse Arden.

De acordo com o apurado pela AP, as agências de ajuda disseram que cinzas espessas e fumaça levaram as autoridades a pedir às pessoas que usassem máscaras e bebessem água engarrafada.

Situação de Tonga em relação à pandemia pode ser complicada pelas medidas de ajuda

Ardern disse que a Nova Zelândia não pôde enviar um voo de vigilância sobre Tonga porque a nuvem de cinzas atingiu 19 mil metros de altura, mas eles esperam tentar novamente, seguido por aviões de abastecimento e navios da Marinha.

Um fator complicador para qualquer esforço de ajuda internacional é que Tonga até agora conseguiu evitar surtos de Covid-19, com raríssimos casos, tendo o primeiro ocorrido em outubro passado, 18 meses após o início da pandemia no mundo. Ardern disse que os militares da Nova Zelândia estavam totalmente vacinados e dispostos a seguir quaisquer protocolos estabelecidos pelo governo local.

Dave Snider, coordenador de advertências do Centro Nacional de Alerta de Tsunami em Palmer, no Alasca, disse que é muito incomum que uma erupção vulcânica afete toda uma bacia oceânica, e que o espetáculo seria “humilde e assustador”.

As ondas de tsunami causaram danos a barcos tão longe quanto a Nova Zelândia e Santa Cruz, na Califórnia, EUA, mas não pareceram causar danos generalizados. Snider disse que antecipou a situação do tsunami nos EUA e em outros lugares para continuar monitorando.

Avisos de tsunami foram emitidos para o Japão, o Havaí, o Alasca e a costa do Pacífico dos EUA. O Serviço Geológico dos EUA estimou que a erupção causou um terremoto de magnitude 5,8. Os cientistas disseram que tsunamis gerados por vulcões em vez de terremotos são relativamente raros.

Antony Blinken, secretário de Estado dos EUA, escreveu no Twitter que está profundamente preocupado com o povo de Tonga enquanto se recuperam das consequências de uma erupção vulcânica e um tsunami. “Os Estados Unidos estão preparados para dar apoio aos nossos vizinhos do Pacífico”.

Tonga obtém sua internet através de um cabo submarino de Suva, Fiji. Toda a conectividade de internet com Tonga foi perdida por volta das 18h40 hora local no sábado (2h40 da madrugada, pelo horário de Brasília), de acordo com Doug Madory, diretor de análise de internet da empresa de inteligência de rede Kentik.

Em Tonga, que abriga cerca de 105 mil pessoas, um vídeo postado nas redes sociais mostrou grandes ondas lavando a costa e invadindo o entorno de casas e edifícios.

A explosão do vulcão Hunga Tonga Hunga Ha’apai, cerca de 64 km ao norte de Nuku’alofa, foi a mais recente de uma série de erupções dramáticas. No final de 2014 e início de 2015, erupções criaram uma pequena nova ilha e interromperam as viagens aéreas internacionais ao arquipélago do Pacífico por vários dias.

Após a erupção deste sábado (15), moradores do Havaí, do Alasca e de toda a região litorânea americana do Pacífico foram aconselhados a se afastar da costa para áreas mais altas.

Fonte: Olhar digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *