Após informar família sobre corpos, embaixada se nega a falar sobre desaparecidos

Após dizer à família do jornalista Dom Phillips que o corpo dele e o do indigenista Bruno Araújo teriam sido encontrados, a Embaixada do Brasil no Reino Unido disse que não vai se pronunciar sobre o caso. A informação foi repassada aos familiares em uma ligação realizada nesta segunda-feira (13), segundo o jornal The Guardian. A Polícia Federal negou a informação, e as buscas continuam.

A embaixada afirmou que “tem mantido contatos com a família de Dom Phillips, a pedido desta,” e que “não se pronunciará sobre o conteúdo desses contatos”. “Informações atualizadas sobre o caso devem ser solicitadas às autoridades responsáveis, no Brasil”, diz nota.

A União dos Povos Indígenas do Vale Javari (Univaja) afirmou que nenhum corpo foi encontrado na região. No domingo (12), indígenas encontraram uma lancha e sinais de que a embarcação havia sido arrastada. Além disso, a Polícia Federal confirmou que bombeiros encontraram itens dos desaparecidos, como um cartão de saúde de Bruno Araújo, uma calça, um par de sandálias, botas e uma mochila que pertence a Phillips.

Material orgânico, identificado como um estômago humano, foi localizado e enviado para o Instituto Nacional de Criminalística, em Brasília, para avaliar se pertence a um dos desaparecidos. A perícia vai comparar com material genético do jornalista e do indigenista que foi entregue pelas famílias.

Pelas redes sociais, a esposa de Dom, Beatriz Matos, cobrou informações da Polícia Federal, além de pedir à Embaixada do Brasil no Reino Unido que esclareça a origem da informação equivocada. “A Polícia Federal tem o compromisso de passar as informações para a família primeiro e para a superintendência de Manaus. Eles confirmaram para a gente que nenhum corpo foi encontrado, conforme nota oficial. É necessário que se apure de onde o embaixador tirou essa informação”, escreveu.

Fonte: R7.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.