Após invasão de salas de aula on-line, professores da Paraíba deverão criar grupos com emails exclusivos de alunos, diz secretário de educação

Após a invasão de salas de aula on-line por estranhos que compartilharam conteúdos pornográficos com professores e alunos, o secretário de Educação da Paraíba, Cláudio furtado, em entrevista ao ClickPB, nesta quarta-feira (17), explicou que o caso já está sendo investigado e que o erro foi gerado pela falha na privacidade dos grupos de aula online. Segundo ele, pessoas alheias tiveram acesso as salas de aula por meio de links compartilhados indevidamente.

“Não são ainda salas que foram criadas via secretaria de Educação. Essas salas foram invadidas por falha de privacidade. O link da aula deve ter sido compartilhado para outras pessoas que entraram indevidamente nas salas”, explicou.

O secretário afirmou que a partir da criação de salas oficiais, que serão criadas com emails exclusivos dos alunos, o professor terá maior controle da privacidade das aulas. “Estamos enviando recomendações para que ocorrências desse tipo sejam evitadas. Isso aconteceu porque além do compartilhamento indevido do link da aula, também não foi utilizado a privacidade necessária com a permissão exclusiva de emails dos alunos”, destacou.

Claudio Furtado afirmou ainda que com a finalização de todos os e-mails institucionais de alunos e professores, as invasões serão evitadas, uma vez que acabará com a vulnerabilidade dos acessos que ficaram restritos aos alunos.

Click PB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.