Autoestima é amor-próprio, reflexão (Elias Hacker)

Quando você se aceita, você se liberta porque não precisa que ninguém aceite você. Se aceitar é se amar a si mesmo com suas qualidades e defeitos. É não precisar que ninguém diga quão bela você é, ou como você é inteligente e autêntica.

Você deve ser a primeira pessoa a dizer isso. Acima de tudo, você deve ser a primeira pessoa a acreditar que é maravilhosa. Afinal, se você não acredita em você mesma, quem irá acreditar? Pense nisso! Não deixe que insegurança destrua a sua autoestima.

Não deixe que pessoas inseguras e invejosas coloquem você para baixo. Procure sempre estar cercada de pessoas que lhe fazem bem. Afaste-se de pessoas negativas, cínicas e invejosas. E pare de uma vez por todas de se odiar por aquilo que você não é, e ame-se por tudo aquilo que é. Seja gentil com você mesma e perdoe-se quando for necessário.

E se alguém não valorizou você como merecia, lembre-se que isso não diminui suas virtudes. Talvez essa pessoa não foi capaz de conviver com alguém tão especial e virtuosa. Talvez essa pessoa seja fraca.

Mas você é forte, lembre-se! Lute sempre para manter aceso o seu amor-próprio, um amor que deve ser eterno. Mesmo quando você estiver triste, desiludida e arrependida, o seu amor-próprio deve falar mais alto! Ame-se hoje, amanhã e sempre.

Que Deus abençoe !!!

Um abraço do seu amigo Elias Hacker

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *