Autoridade de trânsito dos EUA investiga dois acidentes fatais com carros da Tesla

A NHTSA (National Highway Traffic Safety Administration), órgão responsável pela segurança de trânsito nos Estados Unidos, investiga dois acidentes fatais envolvendo carros da Tesla. Um dos casos ocorreu na Califórnia, oeste do país, e envolve a morte de um pedestre.

A NHTSA ocultou detalhes sobre o acidente. Porém, de acordo com o San Diego Union-Tribune, o evento ocorreu em San Diego, no dia 7 de junho. Segundo a publicação, um Tesla decolou no ar e atingiu e matou uma mulher. Posteriormente acusado de homicídio culposo, o motorista estaria dirigindo sob a influência de drogas no incidente.

Uma outra colisão ocorreu na última quarta-feira (6). Segundo a Reuters, um carro da Tesla bateu a traseira de um caminhão-reboque estacionado em uma parada de caminhões na rodovia interestadual 75, próxima de Gainsville (Flórida). De acordo com a Fox 35, as duas pessoas dentro do Tesla, o motorista e um passageiro, morreram.

A Patrulha Rodoviária da Flórida afirma que ainda não se sabe se um dos acidentes tem a ver com o acionamento do piloto automático da Tesla. “Nossos investigadores reunirão o máximo de informações e dados possíveis, que é o procedimento operacional padrão”, diz o tenente P. V. Riordan, em entrevista ao site The Verge.

 

Piloto automático provocou duas mortes em 2016 e 2019

Atualmente, a NHTSA investiga 16 acidentes nos quais proprietários de Teslas, usando o piloto automático, colidiram com veículos de emergência. Nestes casos, 15 pessoas saíram feridas e uma morreu.

A maioria dos incidentes ocorreu após o anoitecer. Segundo relatos, o software de direção autônoma da Tesla ignorou, durante os eventos, luzes de advertência, sinalizadores e cones, facilitando as colisões.

Entre 20 de julho de 2021 e 21 de maio de 2022, 70% dos acidentes registrados pela NHTSA envolveram carros com o Autopilot da Tesla.

Duas pessoas também já morreram por conta do recurso. Em 2016, Joshua Brown faleceu quando seu Tesla Model S colidiu com um reboque em um trecho da rodovia US 27, próximo de Williston, na Flórida.

Três anos depois, Jeremy Beren Banner, 50, morreu em um acidente semelhante. Em uma rodovia na Flórida, o Tesla Model 3 dirigido por Banner colidiu com um trailer, cortando o teto do sedã elétrico no processo. Ele também usava o piloto automático.

Via: Reuters The Verge

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.