Autoridades marcam presença em inauguração do novo templo da Universal em Brasília

Autoridades de todo o país marcaram presença, neste domingo (31), na inauguração do templo Solo Sagrado, da Igreja Universal, em Brasília, no Distrito Federal. O prédio, localizado entre Águas Claras e Taguatinga, será a nova sede administrativa da igreja.

Entre os presentes, estavam o presidente Jair Bolsonaro (PL), a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, os ministros Ronaldo Bento (Cidadania), Carlos França (Itamaraty), Cristiane Britto (Mulher, Família e Direitos Humanos), José Carlos Oliveira (Trabalho e Previdência), além da ex-ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) e do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB).

O presidente do Republicanos, deputado federal Marcos Pereira, afirmou que a grandiosidade do templo significa o tamanho da necessidade que a Universal tem de poder ajudar as pessoas. “Nós, da Igreja Universal, temos um trabalho focado em ganhar almas e também, obviamente, ajudar as pessoas de forma social. E o tamanho é para justamente poder acolher o maior número de pessoas possível. Nesta noite, ficou isso demonstrado. E tenho certeza que se demonstrará também ao longo da história desse novo templo que vai ter, com certeza, muitas almas ganhas aqui”, disse.

Para a ex-ministra Damares Alves, Brasília ganha mais um ponto turístico. “Já vejo pessoas do Brasil inteiro vindo aqui para conhecer e para ser abençoadas. A gente já sente a presença de Deus quando passa na porta. A Igreja Universal tem a marca da transformação. Vem para abençoar o Distrito Federal”, afirmou.

A deputada federal Rosângela Gomes (Republicanos-RJ) contou os ensinamentos aprendidos na igreja. “Na Universal, aprendi duas coisas: 50% da minha vida é Deus e 50% sou eu. Tudo é possível para aquele que crê. Nessa fé, Deus vai levando vida àquele que crê”, disse.

O governador do Distrito Federal destacou que o Solo Sagrado é importante, não apenas por sua grandiosidade, mas pelo carinho em receber a população da capital federal.

“Nós estamos muito felizes de ver isso acontecer na nossa cidade, no Distrito Federal, e tenho convicção de que se tornará um lugar de peregrinação, onde as famílias vão vir aqui e contemplar um pouco daquilo que Deus tem a oferecer”, afirmou Ibaneis.

“Passamos dois anos e seis meses de pandemia muito forte e tivemos a oportunidade de verificar todo o trabalho que a igreja faz na área social. Não apenas na entrega de cestas básicas, mas principalmente no acolhimento das famílias, daqueles que mais necessitam, de pessoas mais carentes, de usuários de drogas, todos aqueles que buscam a igreja pra se confortar”, completou.

O governador lembrou que, durante sua gestão, sancionou um projeto de lei que tornou a igreja essencial à população durante a pandemia de Covid-19.

“Temos tido a oportunidade de regularizar diversos templos e sancionamos a lei que tornou as igrejas essenciais para a comunidade. Tudo isso nos alegra muito e nos deixa em paz por saber que estamos caminhando com aqueles que são os melhores, aqueles que pregam a palavra de Deus.”

Novo templo da Igreja Universal no DF

Novo templo da Igreja Universal no DF

R7/ARTE

O empresário Paulo Octávio afirmou que está feliz e entusiasmado com o novo templo. “Emocionante ver a pregação do Bispo Edir Macedo. Uma obra arquitetônica maravilhosa, digna da Igreja Universal, que os brasilienses recebem com muito entusiasmo, porque aqui vai ser um local de oração, abrigar as pessoas mais necessitadas, salvar vidas, amparar famílias. Fico feliz de ver de perto o Bispo Edir Macedo, que eu tanto respeito e admiro”, disse.

O Bispo Eduardo Bravo, presente na cerimônia de inauguração, afirmou que o Solo Sagrado foi construído no coração de Brasília.

“Entendemos que aqui é o poder Legislativo, Executivo e Judiciário. É muito importante esse local, grandioso dessa forma, porque daqui serão feitas as orações para todo o Brasil. Então, imagine uma pessoa chegando aqui, por mais simples que seja, orando por ela, pela família dela e por todo o país ao qual ela pertence. Um valor espiritual muito grande. Claro, o resgate da alma, dos valores do indivíduo”, disse.

“Muitas pessoas vão chegar aqui desesperadas, aflitas, depressivas, angustiadas, vão encontrar aqui como a última porta a bater. E essas pessoas serão restauradas. Já estão sendo, a partir desses cultos de inauguração que estão sendo realizados”, completou.

Fonte: R7.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.