Avião ucraniano que caiu na Grécia carregava 11 toneladas de armamentos

Um avião de carga ucraniano que caiu no norte da Grécia no sábado (16/7) estava carregando 11 toneladas de armamentos para Bangladesh, informou neste domingo o Ministro da Defesa da Sérvia, Nebojša Stefanovic.

Pessoas que vivem a menos de 2 km do local onde o Antonov-12 caiu receberam recomendações para ficarem dentro de casa, devido ao risco de explosões.

A aeronave estava voando da Sérvia para a Jordânia quando caiu na noite de sábado perto da cidade de Kavala, matando todas as oito pessoas a bordo.

Um vídeo produzido por testemunhas oculares mostrou o avião em chamas e uma enorme bola de fogo após a queda.

Drones estão sendo usados para inspecionar o local dos destroços por precaução. A televisão estatal grega informou que o exército, especialistas em explosivos e funcionários da Comissão de Energia Atômica da Grécia estão mantendo distância do local até que ele seja considerado seguro.

“As medições no momento não mostraram nada, mas mesmo assim foi observada instabilidade no campo”, disse o tenente-general Marios Apostolidis, do Corpo de Bombeiros do Norte da Grécia, a repórteres.

“Em outras palavras, fumaça e calor intensos, além de uma substância branca que não reconhecemos, então uma equipe especial das forças armadas deve nos informar o que é e se podemos entrar em campo”.

The British Broadcasting Corporation

O piloto teria solicitado um pouso de emergência no aeroporto de Kavala, na Grécia, devido a um problema no motor logo após a decolagem, mas não conseguiu chegar à pista.

O avião foi notado por volta das 22h45 (16h45 pelo horário de Brasília) por moradores.

Aimilia Tsaptanova — que viu o avião cair — disse que chegou a pensar que a aeronave poderia cair sobre as casas.

“Estava cheio de fumaça, tinha um barulho que não consigo descrever e passou por cima da montanha”, disse ela. “Ele passou pela montanha, virou e caiu nos campos. Havia chamas, estávamos com medo. Muitos carros vieram, mas não conseguiram se aproximar porque havia explosões contínuas.”

O ministro da Defesa da Sérvia, Nebojša Stefanovic, disse que o avião transportava quase 11 toneladas de armas sérvias para Bangladesh.

Mas há relatos conflitantes sobre quais tipos de armas estavam a bordo.

Stefanovic disse que a carga incluia “minas de morteiro iluminantes e minas de treinamento”, acrescentando que o voo “tinha todas as permissões necessárias de acordo com os regulamentos internacionais”.

A BBC também recebeu informações de que haveria minas terrestres a bordo.

No entanto, um porta-voz do escritório de relações públicas militar de Bangladesh disse ao serviço bengali da BBC que o avião continha morteiros comprados da Sérvia para o treinamento do exército e guardas de fronteira.

O avião, que deveria fazer escalas na Jordânia, Arábia Saudita e Índia antes de chegar ao destino final de Daca, capital de Bangladesh, estava sendo operado pela Meridian, uma companhia aérea de carga ucraniana. A tripulação seria toda ucraniana.

– Texto originalmente publicado em https://www.bbc.com/portuguese/internacional-62194583

Fonte: BBC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.