Bolsonaro anuncia nova “motociata” e fala em linha de crédito para policiais

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta 4ª feira (16.jun.2021) que está “praticamente acertada uma linha de crédito do governo com a Caixa Econômica para policiais. Deu a declaração a um apoiador no Palácio da Alvorada que pediu mais benefícios para a classe.

Está sendo conversado com a Caixa, praticamente acertado um financiamento bom para vocês, com a taxa de juros lá embaixo, para vocês entrarem na casa própria. A Caixa está com a menor taxa de juros no mercado, menor mesmo”, disse o presidente.

Aos visitantes, no início da tarde, Bolsonaro declarou que fará novas “motociatas” pelo Brasil. A próxima, disse, será em Chapecó, ainda no mês do junho. “Daqui duas semanas, estou em Chapecó, lá com João Arruda prefeito, [o senador] Jorginho Mello, toda a bancada está convidada. O que está previsto: reunião com empresariado e, no dia seguinte,  a gente vai até Xanxerê de moto. No dia 14 [de julho], estarei em Floripa [Florianópolis]”. 

O chefe do Executivo voltou a criticar os governos petistas, que comandaram a presidência de 2002 a 2016. “Algumas obras [que estão sendo inauguradas] começaram em governos anteriores, não tem problema. As únicas coisas que o PT concluiu foram Angola e Cuba. Parabéns ao PT. As obras de fora foram todas concluídas”.

NOVO PARTIDO

Depois de falar com os apoiadores, o presidente encontrou deputados e senadores bolsonaristas no Palácio da Alvorada, onde ainda estava reunido até a publicação desta reportagem. Ele marcou o encontro para discutir seu futuro partido. Segundo o senador Flávio Bolsonaro (RJ), que já se filiou ao Patriota, o pai quer ouvir a base bolsonarista para tomar a decisão.

Foram convidados, entre outros, os deputados Carla Zambelli (PSL-SP), Hélio Lopes (PSL-RJ), Bia Kicis (PSL-DF) e Carlos Jordy (PSL-RJ), além do senador Flávio.

O chefe do Executivo recebeu em 1º de junho o convite oficial para se filiar ao Patriota. No dia, esteve no Palácio do Planalto com o presidente nacional do partido, Adilson Barroso. O encontro foi mediado por Flávio.

Barroso disse ao Poder360 que não participará da reunião desta 4ª feira (16.jun.2021). “É assunto interno deles”. O compromisso, marcado para às 17h, não aparece na agenda oficial de Bolsonaro, que encerrou suas atividades no Palácio do Planalto às 16h45.

Poder 360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *