Bolsonaro indica que vai trocar diretoria da Petrobras

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que tem direito a trocar toda a diretoria da Petrobras, além do conselho e do presidente da empresa, e indicou que as mudanças devem ser feitas em breve.

“Eu sou acionista majoritário, eu tenho direito de propor, via Ministério de Minas e Energia, a mudança não só do conselho, mas da diretoria e do próprio presidente”, disse Bolsonaro em entrevista a jornalistas. “Ficar mais seis meses eles podem ter uma política de continuísmo do que vinha acontecendo lá.”

Na semana passada, o governo trocou pela terceira vez o presidente da estatal, em mais uma tentativa de conter a escalada de preços dos combustíveis no país. José Mauro Coelho foi substituído depois de apenas 40 dias no cargo. Para seu lugar foi indicado Caio Paes de Andrade, nome próximo ao ministro da Economia, Paulo Guedes. Paes de Andrade ainda precisa ser aprovado pelo conselho da Petrobras.

Bolsonaro voltou a atacar o lucro da empresa e a distribuição de dividendos aos acionistas

“Minoritários têm poder enorme dentro da Petrobras. Eles não querem saber se a gasolina está 8 reais aqui ou diesel está chegando a 7, ele quer ganhar dinheiro. Virou Petrobras FC. Até o fim social dela não é cumprido, é a petrolífera que mais lucra no mundo, está na casa dos 30%, as outras no máximo 15%. As outras reduziram o lucro porque algo atípico está acontecendo no mundo, aqui não se vê isso daí”, criticou.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.