Câmara de Vereadores do RJ cassa o mandato do vereador Dr. Jairinho

Por unanimidade, o plenário da Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro cassou o mandato do vereador Doutor Jairinho, preso depois de ser acusado de matar o enteado, Henry Borel, de 4 anos.

Nesta 4ª feira (30.jun.2021), a votação ficou 49 votos a zero, com a única ausência sendo do vereador Dr. Gilberto, afastado para fazer uma cirurgia.

O suplente Marcelo Diniz (Solidariedade) assume o lugar de Jairinho.

Na 2ª feira (28.jun.2021), o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Casa pediu a cassação do vereador. Segundo o decreto legislativo, “por conduta incompatível com o decoro parlamentar”. Eis a íntegra (227 KB).

O vereador está preso desde abril deste ano, acusado de matar Henry Borel, em 8 de março. A mãe do menino, Monique Medeiros, também está presa. Os 2 foram denunciados por homicídio triplamente qualificado, tortura de incapaz, coação de testemunhas e fraude processual. Ambos negam as acusações.

Segundo as investigações, Henry teria sido morto por Dr. Jairinho, após sofrer espancamento no apartamento onde morava com o casal, no Rio de Janeiro. Dias depois, a justiça transformou a prisão temporária de 30 dias do casal em prisão preventiva.

Poder360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *