Campina Grande zera ocupação de enfermarias para casos de Covid-19

Nesse domingo (20), a cidade de Campina Grande zerou pela primeira vez, nos últimos dois anos, a ocupação de todos os leitos de enfermaria voltados para pacientes com Covid-19. Além disso, não foi registrado nenhum caso novo do coronavírus no dia.

Com relação aos leitos de UTI, apenas dois pacientes estão internados, o que representa uma taxa de ocupação de 8%. Os dados se referem a todas as unidades hospitalares do SUS ou leitos conveniados da iniciativa privada.

“Esses dados demonstram a eficácia da vacina. Depois de dois anos de pandemia, chegamos a zerar as nossas enfermarias. Vale ressaltar também que, em nenhum momento, Campina Grande sofreu risco de superlotar a rede de atendimento”, disse o secretário municipal de Saúde, médico Gilney Porto.

Em função disso, o Complexo Hospitalar Municipal Pedro I, maior referência em tratamento de pacientes com a Covid-19 na cidade, expandiu o atendimento a pacientes com outras patologias e está realizando consultas para cirurgias eletivas. A direção do hospital dividiu os atendimentos para pacientes com suspeita da Covid-19 com o Hospital de Campanha e um pronto atendimento para outros pacientes no prédio principal.

Vacinação

Em Campina Grande, mais de 97% das pessoas a partir de 12 anos já receberam pelo menos uma dose da vacina e mais de 92% tomaram duas doses. Cerca de 46% receberam a dose de reforço. Com relação às crianças de 5 a 11 anos, um total de 81% já recebeu a primeira dose.

Fonte: Portal correio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.