Caso Lara: polícia investiga participação de outros suspeitos na morte da menina

A Polícia Civil investiga a possibilidade de mais pessoas terem participado do assassinato de Lara Maria Nascimento, encontrada morta em 19 de março, em Campo Limpo Paulista (SP).

Uma nova testemunha contou que o principal suspeito do crime, Wellington Queiroz, teve a ajuda de dois homens para colocar a menina no carro.

Segundo o relato, um deles era um rapaz jovem, que estava no banco de passageiro, e o outro, um homem grisalho, que ficou no banco de trás. Momentos antes do rapto, disse a testemunha, eles teriam passado por um restaurante.

Imagens de um circuito de segurança foram analisadas pela polícia. Pelas imagens, eles conversariam com Lara, que tenta fugir, mas logo é alcançada. Depois, segundo os investigadores, ela é colocada no carro prata.

“É muito claro ali, prestando atenção, que a menina Lara passa, e então alguém puxa ela pra dentro desse carro, que é o carro utilizado pelo suspeito”, afirmou a delegada Ivalda Aleixo à Record TV.

Agora, a investigação se debruçará na hipótese de mais pessoas terem participado do crime, segundo Aleixo.

Segundo investigadores, menina tentou fugir, mas foi colocada dentro de carro

Segundo investigadores, menina tentou fugir, mas foi colocada dentro de carro

REPRODUÇÃO/RECORD TV

Morte de Lara

Em uma tarde de quarta-feira, no dia 16 de março, Lara havia voltado da escola e saiu para comprar refrigerantes e doces em uma mercearia próxima da residência da família, em Campo Limpo Paulista. Foi o último local onde foi vista.

Passados três dias de busca, o corpo da menina de 12 anos foi encontrado em um matagal a poucos quilômetros dali, na divisa com Francisco Morato (SP).

O laudo sobre o crime indicou morte por traumatismo craniano, com quatro pancadas na cabeça, a partir de objeto similar a um martelo ou picareta.

Posteriormente, se confirmou que não houve violência sexual ou drogas no sangue da garota, o que confirmou a possibilidade do crime por vingança.

Fonte: R7.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.