Denúncias de assédio sexual no trabalho crescem 140% na Paraíba

Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) registrou aumento de 140% no número de denúncias de assédio sexual em empresas e instituições do estado. Os dados são referentes aos anos de 2020 (5 casos) e 2021 (12 casos).

Conforme os dados enviados pelo MPT-PB ao Portal T5, a maioria desses casos denunciados desde 2020 também inclui o assédio moral. Neste ano, nove denúncias foram realizadas até o mês de junho.

Subnotificação

De acordo com a advogada, Juliana Santana, os números podem não representar o total de casos de assédio sexual. Isso porque, há uma suspeita de subnotificação no registro de ocorrências.

Existe um entendimento dos juristas que há subnotificação. Eu entendo que seja por medo do trabalhador de fazer a denúncia e também pelo desconhecimento de como funciona a denúncia. A legislação brasileira protege o trabalhador. As denúncias podem ser feitas de forma anonima. Qualquer pessoa que testemunhar um assédio no ambiente de trabalho pode fazê-la no Ministério do Trabalho ou no Ministério Público do Trabalho“, explicou.

Investigações

A procuradora chefe do Ministério Público do Trabalho na Paraíba, Andressa Alves, adiantou o andamento das investigações do órgão a partir do suposto caso de assédio sexual na Caixa Econômica Federal – fato que resultou na demissão do então presidente do banco, Pedro Guimarães.

Esse caso da caixa econômica teve um efeito dominó no Brasil inteiro. A gente está falando de um suposto caso de assédio organizacional, aquele assédio que é intrinsecamente da estrutura da instituição. É necessário verificar quais são as diretrizes daquela instituição e verificar se nela não estão práticas relacionadas ao assédio. Foram instaurados diversos inquéritos no Brasil inteiro para verificar assédios em outras unidades do banco”, disse, em entrevista ao Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan João Pessoa.

Um caso semelhante foi investigado na Paraíba.

Ouça a entrevista completa:

Fonte: Portal T5

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.