Dia dos Namorados com restrições frustra comerciantes na Paraíba: “vamos perder muitas vendas”, lamenta presidente da CDL

Não é a melhor, mas é considera a terceira data do ano que mais aquece as vendas na Paraíba, só que o Dia dos Namorados deste ano tem clima de frustação para os comerciantes da Paraíba. É que o revelou ao ClickPB, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas da Capital (CDL), Nivaldo Vilar. “Vamos perder muitas vendas, será menos impostos para o governo”, lamentou.

Segundo ele, o último decreto do governo do estado, apesar de necessário devido à pandemia da covid-19, pegou o segmento de surpresa, uma vez que determinou o fechamento do comércio aos fins de semana, e a data cai justamente em um sábado.

“Uma data importante para o setor. Os lojistas estavam programados com estoques renovados para fazer boas vendas. Esperávamos ter um faturamento positivo, mas veio esse fechamento, justamente no Dia dos Namorados”, explicou.

O decreto proíbe vários setores de abrir de forma presencial aos fins de semana. “Todo decreto que tem restrições afeta as vendas e diminui o faturamento, pois reduz o fluxo de pessoas circulando. É complicado, a gente sabe que a situação está difícil por causa da pandemia, mas deveria ter tido um diálogo, e essa proibição do dia 12, poderia ter ido para a segunda-feira, a gente não perderia tantas vendas”, destacou.

O decreto que começou a valer na última quinta-feira (3) se estende até o dia 18 de junho para conter o avanço da pandemia da covid-19 na Paraíba.

No ano passado, o comércio também estava fechado, no período do Dia dos Namorados. Uma estimativa da Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado da Paraíba (Fecomércio) prevê que as vendas devem apresentar um crescimento de aproximadamente 3,5% na comparação com o mesmo período do ano anterior. O levantamento foi feito antes do decreto ser anunciado.

Click PB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *