Diabéticos ou pessoas que sofreram ataques cardíacos têm mais chances de desenvolver periodontite

Um estudo apresentado no EuroPerio10, maior congresso mundial em periodontologia e implantodontia organizado pela Federação Europeia de Periodontologia (EFP), observou que pessoas com diabetes tipo 2 ou que já sofreram um ataque cardíaco são mais propensas a doenças gengivais, como a periodontite.

A pesquisa analisou 4.933 participantes selecionados aleatoriamente do Trondelag Health Study (Estudo HUNT). Todos os voluntários preencheram questionários sobre fatores sociodemográficos e de estilo de vida, informando o uso de medicamentos, se tinham ou não diabetes tipo 2 e se já passaram por um infarto do miocárdio. Uma avaliação clínica dos dentes e tecidos moles também foi realizada.

escovar os dentes, dentista
Periodontite pode estar ligada à ataques cardíacos e diabetes, sugere estudo. Imagem: Vadim Martynenko/Shutterstock

De acordo com os resultados, que foram divulgados pelo Medical Xpress, 866 participantes (17,6%) tinham periodontite grave. Deles, 147 (3,0%) relataram já ter tido ataque cardíaco, 224 (4,5%) afirmaram ter diabetes e 165 (3,3%) tinham a hemoglobina glicada elevada.

“Os resultados mostram que os pacientes com diabetes eram 40% mais propensos a ter doença gengival grave do que aqueles sem diabetes. [já] os sobreviventes de ataque cardíaco eram 70% mais propensos a ter doença gengival grave do que os participantes que nunca sofreram um ataque cardíaco”, explicou a autora do estudo, Dra. Ida Stødle, da Universidade de Oslo, da Noruega.

Ainda de acordo com a especialista, estudos anteriores já haviam sugerido a ligação entre as doenças. Para ela, o levantamento atual reforça, em conjunto com outros resultados, que “manter a saúde bucal também pode beneficiar a saúde geral”. A médica ainda ressaltou que a análise é um estudo observacional sem “implicações de relação causal”, porém, as descobertas aumentam a conscientização sobre as correlações entre doenças crônicas.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.