Farmácias sofrem falta de medicamentos em João Pessoa, afirmam empresários

A capital paraibana registra falta de estoque de remédios em estabelecimentos particulares, segundo o Sindicato de Farmácias de João Pessoa. Há escassez de antibióticos, analgésicos e até mesmo antitérmicos. O aumento dos casos de síndromes gripais no estado tem levado a população às farmácias, que sofrem com a dificuldade para conseguir os medicamentos.

De acordo com o presidente da entidade, Herbert Almeida, o varejo farmacêutico como um todo tem enfrentado uma dificuldade de repor produtos para tratamentos de sintomas gripais e de doenças decorrentes de complicações da Covid-19. O antibiótico amoxicilina, por exemplo, não tem sido enviado pelos distribuidores há meses.

São vários medicamentos que estão faltando. Esse tem sido um problema decorrente da pandemia da covid-19. Muita gente desenvolveu outras doenças e a procura por medicamentos tem sido grande nas farmácias. O antibiótico amoxicilina, por exemplo, faz cinco meses que não é enviado“, disse Herbet.

A projeção, aliás, é de desabastecimento nos próximos meses. Isso porque, o mercado nacional e internacional de farmacêuticas só deve conseguir alinhar a produção de medicamentos com a demanda no próximo ano.

As farmacêuticas já estão produzindo e eu acredito que até 2023 vamos encontrar esses problemas. Foi um aumento muito grande e que não era esperado”, completou.

Fonte: Portal T5

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.