Fim da privacidade: hackers invadem câmeras, gravam e vendem vídeos íntimos na internet

De acordo com o jornal South China Morning Post, os hackers estão lucrando muito neste mercado ilícito que está crescendo cada vez mais. O SCMP afirma que os hackers já invadiram dezenas de milhares de câmeras de segurança e domésticas, além de instalar equipamentos próprios em quartos de hotel, que também são utilizados para gravações.

Os chamados “vídeos caseiros” são gravados sem qualquer consentimento dos usuários, que nem ao menos notam a gravação no momento. Estes arquivos são vendidos em fóruns obscuros da internet, onde muitos hackers lucram milhares de dólares com apenas uma gravação, que pode ser vendida centenas de vezes.

Além de gravações, alguns fóruns vendem dados de login e senha para sintonizar câmeras ao vivo, onde usuários são monitorados 24 horas por dia.

O esquema de divulgação das gravações é organizado num sistema de marketing multi nível, onde usuários são encorajados a vender os vídeos e acesso às câmeras em troca de bonificações. Um dos envolvidos disse:

Tenho uma dúzia de pessoas viajando pelo país e instalando câmeras onde quer que vão. Mesmo que o hotel descubra, o que vamos perder é apenas uma câmera que é algumas centenas de yuans. Cortamos alguns clipes para vender online e vamos cobrir essa perda.

Além dos vídeos de relações sexuais, que são os mais populares nestes fóruns, outro tipo de gravação e transmissão ao vivo chama atenção: o de espionagem familiar. Onde câmeras domésticas são hackeadas e famílias tem toda a sua privacidade exposta nestes fóruns.

“Muitas pessoas gostam desse tipo de coisa nos dias de hoje, gostam de assistir a privacidade dos outros, o que eles estão fazendo em seus tempos livres… Sabe, eu vendi esse vídeo milhares de vezes,” disse um dos hackers.

De qualquer forma, por mais estranho que isso pareça, a melhor opção é alterar as senhas de dispositivos como câmeras e roteadores, pois muitos deles vêm com senhas fracas ou padrão de fábrica, o que facilita muito o acesso de hackers. Outra alternativa é tampar as lentes destes aparelhos quando não estiverem em uso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *