Focus: mercado reduz projeção de inflação e prevê alta no PIB para 2022

O mercado financeiro reduziu a projeção de inflação para 2022, passando de 7,3% para 7,15%. Os números são do Boletim Focus do Banco Central (BC), publicado nesta segunda-feira (1º). O documento reúne a estimativa de mais de 100 instituições do mercado financeiro para os principais indicadores econômicos.

Essa é a quinta semana seguida em que o relatório mostra expectativas positivas para a economia brasileira. No caso do PIB (Produto Interno Bruto), a projeção é que a economia chegue a 1,97% de crescimento ao ano, bem próximo do esperado pela equipe econômica do governo federal. Na semana anterior, a previsão era de 1,93%.

Entretanto, o cenário esperado pelo mercado para 2023 é de avanço de 5,30% para 5,33% para a inflação.

É a 17ª alta semanal consecutiva na mediana das previsões para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). Já a estimativa do PIB para o ano que vem, caiu de 0,49%, para 0,40%.

Inflação acima da meta

As projeções de inflação para os anos de 2022 e 2023 estão acima do teto da meta definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), respectivamente de 5% e 4,75%. O BC já admitiu que este deve ser o segundo ano consecutivo em que haverá o rompimento do limite superior da meta de inflação.

Os analistas mantiveram as previsões para a taxa básica de juros em 13,75% ao ano em 2022. A Selic, que está agora em 13,25% ao ano, deve ser elevada em 0,5 ponto percentual na reunião do Copom desta semana. Mas essa pode ser a última alta seguida, segundo especialistas ouvidos pelo CNN Brasil Business. O aperto monetário pode encerrar seu ciclo em meio aos resultados recentes de arrefecimento da inflação.

Já para 2023, o mercado elevou para 11% ao ano a perspectiva dos juros. A Selic é a principal ferramenta do Banco Central para controlar a pressão inflacionária.

Fonte: CNN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.