Justiça condena a 19 anos de prisão o acusado de matar o radialista Joacir Filho

A Justiça condenou a 19 anos de prisão o empresário Roberto Correia Vicente do Monte – acusado de matar o radialista Joacir Filho. O crime foi registrado por câmeras de segurança no dia 30 de maio de 2019, quando o suspeito chegou a abraçar a vítima antes de atirar. O crime aconteceu em Campina Grande, no Agreste da Paraíba, e ganhou repercussão nacional.

O julgamento se estendeu até a madrugada desta quinta-feira (30). Era por volta das 3h quando a sentença foi anunciada. A defesa chegou a pedir a prisão, mas tentou anular as qualificadoras. O empresário, que estava embriagado no momento do crime, alegou que achou que o radialista teria roubado seu relógio. Não houve nenhum tipo de discussão ou desentendimento prévio antes do homicídio.

Nas imagens, após o disparo, é possível visualizar o empresário saindo do restaurante, ainda cambaleado. Ele recebeu ajuda de um homem que, segundo a polícia, seria o motorista dele.

A polícia apreendeu o pente de uma pistola do mesmo calibre da arma usada no crime enterrado na fazenda da família do empresário. O corpo do radialista foi velado na Associação Campinense de Imprensa.

Fonte: Portal T5

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.