Lula é retirado de lista da Ucrânia de acusados de promover propaganda russa

O ex-presidente Lula (PT) foi retirado de uma lista do centro de inteligência do governo da Ucrânia, na qual era acusado de fazer “propaganda russa” durante a guerra entre os dois países.

A lista está disponível em uma plataforma do Centro de Combate à Desinformação, ligado à Defesa ucraniana.

Nome de Lula foi retirado de lista de acusados de promover propaganda pró-Rússia / Montagem: CNN Brasil; Imagens: Reprodução/cpd.gov.ua

O motivo para Lula ter entrado na lista, segundo a Ucrânia, era a declaração de que o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky é tão culpado pela guerra quanto Vladimir Putin.

Ainda de acordo com o centro ucraniano, Lula teria dito que a Rússia “deve liderar a nova ordem mundial”.

Procurada pela CNN, na segunda-feira (25), a assessoria do ex-presidente disse que a primeira frase está completamente descontextualizada e a segunda nunca foi dita por Lula.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.