Mark Zuckerberg e Jeff Bezos ficaram mais pobres em 2022

Oito bilionários globais perderam US$ 272 bilhões só em 2022, de acordo com o levantamento realizado pela revista Forbes. Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, foi o que mais teve prejuízos, com uma redução de 49,9% do seu património desde o início do ano.

Na sequência do CEO do Meta no ranking de maior redução de patrimônio está Jeff Bezos, fundador da Amazon. Ele perdeu US$ 54,9 bilhões (R$ 297,5 bilhões) de sua fortuna, representando uma queda de 28%.

 

O levantamento levou em consideração as mudanças no “The Real-Time Billionaires List”, também da Forbes. A lista é responsável por ranquear as pessoas mais ricas do mundo em tempo real calculando os altos e baixos diários dos bilionários.

Atualmente quem está no topo do ranking é Elon Musk. Porém, nem mesmo o dono da Tesla conseguiu se livrar dos prejuízos. O bilionário teve uma redução de 16,7% do seu patrimônio. Musk perdeu cerca de US$ 46,8 bilhões em 2022.

Foto do bilionário Elon Musk
O bilionário Elon Musk ocupa o topo da lista de homens mais ricos do mundo. Imagem: Naresh777 / Shutterstock

Larry Page, cofundador do Google, que estava na 5ª colocação no início do ano, hoje ocupa a 8ª colocação. Sergey Brin, também cofundador do Google perdeu uma posição e atualmente está em 9º.

O ranking dos dez bilionários foi alterado ao longo desse ano com a saída de Mark Zuckerberg e Steve Ballmer, ex-CEO da Microsoft do top dez. Zuckerberg saiu da sexta posição para a 17ª. Já Balmer, que chegou a ocupar a 9ª posição em janeiro deste ano, agora se encontra na 11ª posição.

Com as reduções de patrimônio de Zuckerberg e Ballmer, o ranking dos dez primeiros colocados foi ocupado por Gautam Adani e Mukesh Ambani, ambos empresários indianos. Adani ocupa hoje a 4ª posição, já Ambani está na 10ª colocação.

Via: Forbes Brasil

Imagem: Frederic Legrand – COMEO/ Shutterstock.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.