Menstruação ainda é considerado algo sujo, aponta pesquisa

Uma pesquisa realizada pela ONG Plan International apontou que 35% das mulheres adolescentes e jovens de todo o mundo acreditam que a menstruação é algo que deve ser “mantido em sigilo”. De acordo com a pesquisa, este deve ser considerado um “assunto privado”.

De acordo com a diretora regional da Plan International para a América Latina e Caribe, Débora Cóbar, a menstruação é algo natural e não deve ser considerado vergonhoso de nenhuma maneira. Segundo Cóbar, a chave para conquistar esse “desprendimento” está na educação.

“Educar todas as crianças e adolescentes, incluindo homens, sobre menstruação e outras questões relacionadas à saúde e direitos sexuais e reprodutivos tem um impacto positivo para acabar com a vergonha e o estigma da menstruação e normalizá-la desde a tenra idade”, disse a Cóbar.

Algo “sujo”

Jovens acreditam que a menstruação é algo que deve ser desestigmatizado. Crédito: Rawpixel.com/Shutterstock

A ONG entrevistou 4.127 adolescentes e homens jovens no Brasil, Indonésia, Holanda e Uganda e descobriu que a maior parte deles associa a palavra menstruação a algo sujo (55%), nojento (38%) e constrangedor (31%).

Outros 70% dizem que já presenciaram outro homem fazer algum comentário negativo ou desagradável sobre o tema. Porém, 92% acreditam que esses tabus devem ser quebrados e concordam que os períodos menstruais devem ser normalizados.

“Na América Latina e no Caribe, o estigma, o preconceito e os tabus em torno da menstruação continuam sendo uma das causas da discriminação e exclusão de meninas e mulheres”, lamentou Cóbar. “Muitas vezes esse processo natural e saudável é visto como vergonhoso e se torna um obstáculo para manter as meninas saudáveis com higiene e dignidade”, acrescentou.

Via: R7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.