Mulher é presa em flagrante e indiciada por suspeita de tortura e morte de filho de um ano, em João Pessoa

Foi presa em flagrante e indiciada por tortura com resultado de morte a mãe do menino de um ano e quatro meses de idade que morreu na manhã dessa quinta-feira (31), em João Pessoa, com suspeita de agressões. Segundo o delegado Rodolfo Santa Cruz, da Delegacia de Homicídios da Polícia Civil, a mulher foi detida, ainda nessa quinta, após prestar depoimento e confessar que agredia a criança, tendo sido foi direcionada para a carceragem da Central de Polícia da Capital, onde aguarda a audiência de custódia.

“Ela confessou que cometeu agressões, mas atribuiu as agressões mais ‘brutais’ ao companheiro dela, padrasto da criança, que está foragido, mas já foi identificado”, disse o delegado, que acrescentou que o pai biológico do menino é desconhecido e que a gestação teria sido fruto de uma relação casual.

A versão inicial da mãe era de que o menino teria sofrido uma queda da cama, informação contestada pela equipe médica que o atendeu, que percebeu incompatibilidade entre os ferimentos e o suposto acidente indicado pela mulher. Sobre o detalhamento da violência sofrida pelo garoto, Rodolfo Santa Cruz comentou que o laudo pericial ainda não ficou pronto, mas revelou que a declaração de óbito apontou traumatismo craniano com lesões meningoencefálicas.

A mulher detida tem outros dois filhos. Conforme o delegado, um menino vive com uma tia e uma menina, de quatro anos, filha da suspeita presa com o companheiro foragido, está sob responsabilidade do Conselho Tutelar.

Fonte: Portal correio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.