Operação apreende cerca de R$ 600 mil, computadores e documentos de grupo de empresas suspeito de sonegação fiscal em Campina Grande

Agentes da Promotoria de Crimes Contra a Ordem Tributária do Ministério Público da Paraíba (MPPB) apreenderam na manhã desta sexta-feira (3) cerca de R$ 600 mil, computadores e documentos do grupo de quatro empresas do ramo atacadista em Campina Grande suspeito de sonegação fiscal, segundo apurou o ClickPB. A apreensão faz parte da Operação Desacordo deflagrada pelo Núcleo de Combate à Sonegação Fiscal do Estado da Paraíba.

O gerente-executivo de Combate à Fraude Fiscal, Francisco Cirilo, da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-PB), informou que a investigação se iniciou há seis meses em empresas que têm regime especial na Paraíba, chamado de “Termo de Acordo”, no qual originou o nome da operação.

“A gente começou a identificar que algumas empresas estavam quebrando as cláusulas dos termos de acordo, não estavam cumprindo. Nesse grupo específico, há indícios de confusão entre as empresas, ou seja, são empresas independentes, mas uma fatura pela outra. No montante, dá em torno de R$ 150 milhões de faturamento. Então, viemos para fazer a busca e a apreensão para materializar esses indícios e se confirma o que nós estávamos levantando”, disse.

Além da secretaria e do Ministério Público, também atua na operação agentes da Delegacia Geral da 2ª Superintendência da Polícia Civil, que cumprem sete mandados judiciais de busca e apreensão, expedidos pela 3ª Vara Criminal de João Pessoa. O prazo da conclusão das investigações da Operação Desacordo deve durar cerca de 30 dias.

 

Fonte: Click PB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *