Pandemia da Covid-19 reforça distância salarial e mulheres ganham quase 22% menos do que homens na Paraíba

Apesar de serem maioria da população e estudarem mais, as mulheres ganham menos e dedicam mais tempo às atividades domésticas do que os homens. Na Paraíba, elas ganham quase 22% menos do que homens. Esse dado faz parte levantamento divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Diesse), na sexta-feira (05), no especial “A inserção das mulheres no mercado de trabalho”.

Na média geral no Estado, em 2020, as mulheres ganharam R$ 1.540,00 contra R$ 1.972,00 dos homens, ou seja, uma diferença de R$ 432,00. Se observado o quantitativo de 2019, a pesquisa trouxe que as mulheres na Paraíba ganhavam R$ 1.430,00 e os homens, R$ 1.744,00, o que representa uma diferença de R$ 314,00 – uma diferença menor se comparado com o ano de 2020.

No Nordeste, o estado onde as mulheres ganharam a menor média de salário é o Maranhão (MA). O valor era de R$ 1.266,00 contra R$ 1.448 deles. No entanto, a diferença foi de R$ 182,00. De acordo com a pesquisa que o ClickPB teve acesso, a crise sanitária, econômica e social reforçou a distância salarial entre homens e mulheres, deixando as mulheres ganhando menos, mesmo quando ocupavam cargos de gerência ou direção.

Confira o levantamento Região Nordeste:

Fonte: Diesse

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.