Prazo para solicitar voto em trânsito começa nesta segunda

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) abre nesta segunda-feira (18) o prazo para que os eleitores possam solicitar o voto em trânsito. Essa modalidade permite o voto em outra cidade a quem não estiver no seu domicílio eleitoral nas datas do primeiro ou do segundo turno, ou de ambas.

Os eleitores terão até 18 de agosto para procurar a Justiça Eleitoral e se habilitar ao voto em trânsito. Segundo o TSE, os pedidos devem ser feitos em atendimento presencial em qualquer cartório eleitoral. Não há a opção de solicitação pela internet. Além disso, a Justiça Eleitoral exige que o eleitor escolha uma cidade com mais de 100 mil pessoas votantes para transferir temporariamente o seu local de votação.

O eleitor pode indicar locais diferentes para votar no primeiro e no segundo turnos, ou escolher o mesmo ponto. Entretanto, após o prazo final estipulado pela Justiça Eleitoral, não será possível fazer alterações. O eleitor que mudar de ideia depois de optar por votar em trânsito pode cancelar o pedido, mas terá de fazê-lo até 18 de agosto.

Caso o eleitor esteja em outro município do estado em que vota, ele poderá participar das eleições para todos os cargos eletivos em disputa: presidente da República, governador, senador, deputado federal, deputado estadual ou deputado distrital. Por outro lado, caso ele esteja em outro estado, poderá votar somente a presidente.

No domingo (17), a relação dos locais onde haverá voto em trânsito foi divulgada nas páginas dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). As seções eleitorais que se destinam exclusivamente a essa modalidade devem conter no mínimo 50 e no máximo 400 eleitores. Caso haja necessidade de mais pontos de votação em função da demanda, os TREs podem atualizar os locais disponíveis até 18 de agosto.

Não é possível votar em trânsito fora do Brasil. Contudo, quem tem o título de eleitor cadastrado no exterior e estiver em trânsito no território brasileiro poderá, sim, votar na eleição para o cargo de presidente, desde que habilitado dentro do prazo.

Número recorde de eleitores

Nas eleições deste ano, o Brasil terá uma quantidade recorde de eleitores aptos a votar. Segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 156.454.011 brasileiros poderão comparecer às urnas.

Em comparação com o último pleito geral, em 2018, o país ganhou quase 10 milhões de novos eleitores. Naquele ano, 147.306.275 pessoas puderam votar, uma diferença de 6,2% em relação ao número de 2022.

Segundo o TSE, a adesão de adolescentes de 16 e 17 anos ao processo eleitoral foi fundamental, apesar de o voto ser facultativo para essa faixa etária. De acordo com o tribunal, 2.116.781 jovens poderão votar em outubro. Esse número é 51,1% maior que o registrado em 2018, quando 1.400.617 adolescentes puderam ir às urnas.

Ao longo dos primeiros quatro meses do ano, o TSE promoveu campanhas para incentivar os adolescentes a tirar o título de eleitor, visto que, no início de 2022, a quantidade de jovens aptos a votar era a menor da história. As ações tiveram efeito, e o Brasil ganhou mais de 2 milhões de novos eleitores jovens no período.

Fonte: R7.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.