Prefeito de Lucena, Leo Bandeira, vai prestar depoimento ao MPF nesta terça-feira por aplicação de doses vencidas em crianças

O Ministério Público Federal na Paraíba (MPF-PB) marcou para esta terça-feira (18) uma reunião para ouvir o prefeito de Lucena, Leo Bandeira, acerca da vacinação contra covid-19 em, ao menos, 60 crianças com doses vencidas no município. A informação foi confirmada pelo órgão ao ClickPB.

Fernanda Lira, mãe de dois meninos que receberam as doses destinadas ao público adulto e que fez a denúncia nas redes sociais na última sexta-feira (14), foi ouvida hoje pela manhã. Ainda nesta segunda, a chefe da UBS Estiva, Maria da Penha, prestará esclarecimentos. A unidade foi um dos locais onde crianças foram levadas para receber os imunizantes.

Em depoimento neste domingo (16), a técnica de enfermagem responsável pela aplicação das doses nas crianças, disse que não recebeu treinamento aplicar as vacinas contra covid-19 pela Prefeitura de Lucena e que, na cidade, não havia controle da imunização.

Ela alega ainda que era muito difícil entrar em contato com a gestão e que se queixou no dia por estar sozinha, sem “coordenadora, enfermeira, médica ou dentista”, acompanhada apenas de um agente comunitário de saúde (ACS).

Na declaração, ela afirma que recebeu ordem da chefe de imunização Karina Rocha para “vacinar todos” e porque o lote estava “próximo de vencer”.

De acordo com a depoente, a vacinação em crianças aconteceu apenas no dia 7 de janeiro na UBS V Estiva e em uma âncora que ficava no assentamento Outeiro de Miranda, pertencente ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Com a repercussão do caso, o secretário de Saúde de Lucena, Antônio Paulo, foi exonerado nesta segunda-feira (17).

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, informou que pelo menos 60 crianças receberam doses do lote vencido em Lucena e que elas serão revacinadas dentro de 30 dias. A denúncia foi publicada em primeira mão pelo ClickPB na última sexta-feira (14).

Fonte: Click PB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.