Procurador da Davati recebeu auxílio emergencial em 2020

Principal elo entre a Davati Medical Supply e o Ministério da Saúde, Cristiano Alberto Hossri Carvalho recebeu parcelas do auxílio emergencial do governo federal em 2020. O benefício foi recebido entre os meses de abril e dezembro do ano passado, confirmou o Poder360. Ao todo, ele recebeu R$ 4.200 em 9 parcelas.

Carvalho também já foi acusado na Justiça de vender catracas em nome de uma empresa que não as comercializava. A informação é da coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

O homem foi demitido da empresa BST Butler Carvalho em 2015. A companhia constatou que ele “havia solicitado e recebido reembolso de um valor já quitado”. Ele era diretor.

Ainda segundo o Painel, ele chegou a contestar na Justiça a demissão, mas perdeu. Em um determinado trecho da ação, uma testemunha alega que ele “vendia produtos que não eram da BST, como catracas”. A pessoa teria tomado conhecimento disso depois de ler um email no qual o ex-diretor tratava dessas negociações.

CONTEXTO

O nome da Davati surgiu no noticiário depois que uma reportagem da Folha de S.Paulo revelou um suposto pedido de propina do ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, durante negociações para compra de 400 milhões de doses da vacina contra covid da AstraZeneca.

CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid do Senado pode convocar Carvalho para prestar esclarecimentos nesta semana.

P0der 360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *