Quem é Adriano Pires, indicado para a presidência da Petrobras

Depois de uma série de aumentos no preço dos combustíveis, o governo decidiu trocar o comando da Petrobras. O general Joaquim Silva e Luna deixará o posto, e a cadeira será repassada ao economista Adriano Pires de Andrade, especialista em geração de energia. Com mais de 40 anos de experiência, ele estava sendo ventilado para o cargo havia duas semanas.

Graduado em economia, Pires tem doutorado em Economia Industrial pela Universidade de Paris XIII, mestrado em Planejamento Energético. Indicado pelo presidente Jair Bolsonaro, ele precisará passar pelo crivo do conselho de administração da empresa.

Atualmente, Pires é diretor-fundador do CBIE (Centro Brasileiro de Infraestrutura) e atua coordenando projetos e estudos para a indústria de gás natural, a política nacional de combustíveis, o mercado de derivados de petróleo e gás natural.

De acordo com o Ministério da Economia, Pires foi professor adjunto do Programa de Planejamento Energético da Universidade Federal do Rio de Janeiro, exercendo as funções de pesquisador e consultor junto a empresas e entidades internacionais, como a Unesco, a Agência Nacional de Energia Elétrica, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e a Unicamp.

A última passagem dele no governo foi como assessor da diretoria da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis). No entanto, nomes próximos ao novo presidente da estatal afirmam que a tendência é que ele não gere alterações significativas na política de preços da empresa, atualmente atrelada ao dólar. O risco, em curto prazo, seria de gerar desabastecimento.

Fonte: R7.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.