Reitor da UFPB pede que comunidade universitária denuncie casos de pichação

O reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Valdiney Gouveia, pediu, em nota, que a comunidade universitária denuncie casos de pichação.

No texto, o reitor diz que, nos últimos três anos, mais de R$ 30 milhões foram gastos em reformas e serviços de manutenção na instituição, como limpeza e pintura. Porém, alguns setores dos campi foram alvos da ação de vândalos.

“Pichar o Patrimônio Público é crime. Por favor, ajudem a cuidar de nosso patrimônio maior: a UFPB. Atos de pichação ou depredação, por exemplo, precisam e devem ser coibidos; se você registar situações desse tipo, denuncie. Sua denúncia poderá ser anônima, encaminhada à Ouvidoria da Universidade ([email protected]). Serão tomadas todas as medidas previstas em lei e no Regimento Geral da UFPB. Contamos com a sua colaboração!”, divulgou o reitor.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA:

Membros da comunidade universitária,

Os recursos para construção, reforma e conservação da Universidade Federal da Paraíba têm como fonte os impostos de cada cidadão. Isso nos qualifica como um patrimônio público, significando que a UFPB é sua também.

Ser nosso não significa que possamos dispor do patrimônio em razão de nossos interesses pessoais ou grupais específicos; não podemos fazer o que quisermos, mas aquilo que for permitido por contratos sociais, normas internas e, sobretudo, delimitações legais.

Importante assinalar que nos últimos três anos foram gastos mais de 30 milhões de reais em reformas e manutenções da UFPB, incluindo gastos com limpeza, pintura etc. Entretanto, algumas pessoas, agindo contrárias à lei, destroem, depredam e picham a Universidade.

Lembrando, pichar o Patrimônio Público é crime, de acordo com a LEI Nº 12.408, de 25 de maio de 2011, implicando em pena de detenção de 3 (três) meses a 1 (um) ano, além de multa.

Por favor, ajudem a cuidar de nosso patrimônio maior: a UFPB. Atos de pichação ou depredação, por exemplo, precisam e devem ser coibidos; se você registar situações desse tipo, denuncie. Sua denúncia poderá ser anônima, encaminhada à Ouvidoria da Universidade ([email protected]). Serão tomadas todas as medidas previstas em lei e no Regimento Geral da UFPB.

Contamos com a sua colaboração!

Prof. Valdiney Veloso Gouveia

Reitor da UFPB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.