Reunião do PSDB adia decisão sobre candidatura à Presidência

A reunião da Executiva Nacional do PSDB desta terça-feira (17) acabou adiando a decisão do partido de ter ou não um nome para concorrer à Presidência. Eles querem outra reunião, desta vez com João Doria, antes de tomar a decisão. O encontro, que contou com 38 parlamentares das bancadas da Câmara e do Senado, durou mais de quatro horas.

O presidente PSDB, Bruno Araújo, afirmou que o diálogo segue amanhã, quando haverá a apresentação de uma pesquisa encomendada em conjunto do partido com MDB e Cidadania para saber qual nome mais agrada o eleitor — Doria ou Simone Tebet.

“Isso é um convite para que, rapidamente — a expectativa é de que isso pode acontecer, eventualmente, até amanhã —, um grupo representativo da Executiva possa ter também uma conversa com nosso pré-candidato João Doria, tendo ele como partícipe e condutor dessa construção, como nosso candidato apresentado na aliança com o MDB e o Cidadania”, avaliou.

Membros da Executiva Nacional, como Aécio Neves, ressaltaram o entendimento de que a retirada da candidatura de Doria seria o melhor caminho para o partido, como um “gesto de grandeza”, nas palavras de Aécio.

Bruno Araújo, por outro lado, pontuou que não tem como missão fazer com que o ex-governador de São Paulo decline, mas disse que vai auxiliar na “construção de diálogo onde ele tenha a percepção das dificuldades políticas”.

 

A visão de Doria sobre a retirada da candidatura foi exposta em uma carta enviada por ele ao presidente tucano, no último sábado (14). No texto, Doria chamou de “tentativa de golpe” a possibilidade de ele não ser definido nas convenções como o candidato presidencial da sigla.

Fonte: R7.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.