Suspeito confessa assassinato no Amazonas e indica local onde corpos estariam; PF faz buscas

Um dos pescadores detidos pela Polícia Federal no Amazonas confessou aos policiais ter matado o jornalista Dom Phillips e o indigenista Bruno Pereira — desaparecidos desde o dia 5 na região do Vale do Javari —, esquartejado seus corpos e ateado fogo neles. Osoney da Costa e Amarildo dos Santos estão presos e foram vistos por testemunhas perseguindo a lancha dos profissionais.

De acordo com informações obtidas pelo R7, um dos suspeitos informou o local em que os corpos foram incendiados e abandonados. Equipes da Polícia Federal foram até a região, nesta quarta-feira (15), para tentar confirmar a informação.

 

Suspeito pouco antes de levar agentes ao local onde jornalista e indigenista teriam sido mortos

Suspeito pouco antes de levar agentes ao local onde jornalista e indigenista teriam sido mortos

R7/REPRODUÇÃO

A Polícia Federal levou um dos suspeitos ao local onde são realizadas as buscas. No começo da tarde, o pescador entrou em uma lancha com as equipes de investigação e seguiu para o local onde os corpos teriam sido deixados. Encapuzado, ele foi colocado na parte da frente da embarcação para indicar o caminho.

Fonte: R7.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.