Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra uma pessoa vandalizando a lataria do ônibus espacial russo da série Buran, conhecido como Ptichka ou Burya.

Essa é a mesma relíquia que está no centro de uma disputa de posse entre a Rússia e o cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão.

Isso joga mais lenha na fogueira da briga entre as autoridades russas, que querem repatriar, restaurar e expor o modelo em um museu, e o proprietário do espaçoporto cazaque, Dauren Musa, que garante ser o legítimo dono do protótipo.

Musa declarou que está disposto a negociar Burya com a Rússia, mas em troca quer o crânio do último Khan cazaque, Kenesary Kasymov, considerado herói no país por ter liderado uma rebelião contra as tentativas do Império Russo de colonizar a região na década de 1840… Só que ninguém tem ideia de onde pode estar o tal crânio.

Mas o video do pichador deixa bem claro que as naves não estão totalmente seguras no Cazaquistão. Tomara que isso não crie um incidente internacional!!

Fonte: Olhar digital