Varíola dos macacos: entenda os sintomas da doença

Recentemente, casos de varíola dos macacos estão preocupando autoridades de saúde de todo o mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) já registrou dezenas de casos na Austrália, Estados Unidos, Canadá e diversos países da Europa.

A varíola dos macacos é da mesma família da varíola convencional, erradicada no mundo todo em 1980. A dos macacos, no entanto, é considerada bem menos grave e ocorre principalmente em países da África Central e Ocidental.

Os principais sintomas da varíola dos macacos são:

  • febre;
  • dor de cabeça;
  • dor nas costas ou musculares;
  • inflamações nos nódulos linfáticos;
  • calafrios;
  • exaustão;
  • coceira que geralmente começa no rosto;
  • lesões na pele.
Varíola dos macacos: Estados Unidos confirmam primeiro caso da doença que já chegou na Europa
Imagem: OMS/CENTRO DE CONTROLE DE DOENÇAS DA NIGÉRIA

Normalmente, o período de incubação do vírus varia de sete a 21 dias. Porém, os sintomas começam a surgir entre 10 e 14 dias após a infecção. A transmissão é feita por meio de contato direto com animais ou pessoas contaminadas, além de objetos infectados.

tratamento da varíola dos macacos pode ser feito com antivirais e, caso não seja tratada, a doença pode levar a morte. A maior parte dos casos são leves, porém, crianças, mulheres grávidas e pessoas imunocomprometidas tendem a desenvolver uma forma mais grave da infecção.

A vacina contra a varíola comum oferece uma proteção de aproximadamente 85% contra a varíola dos macacos, pois os vírus são muito parecidos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que o risco endêmico da doença é extremamente baixo, pois a doença é uma zoonose, ou seja, transmitida de animais para seres humanos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.