Webinar Daniel Cardoso: como trabalhar a concorrência no e-commerce

Monitorar a concorrência e pensar em estratégias para se destacar no mercado são tarefas fundamentais para qualquer empreendedor. Regra que também vale para o e-commerce. Contudo, há peculiaridades que diferenciam as lojas virtuais das físicas nesse aspecto, a começar pelo grau de abrangência do negócio. Se por um lado a internet amplia o território de atuação do empreendedor, por outro o número de concorrentes cresce na mesma proporção. E como trabalhar com a concorrência na web?

Para dar dicas e ajudar lojistas virtuais nessa missão, o Impulso Digital promoveu, na última semana de julho, o webinar “Como trabalhar a concorrência no e-commerce”. O evento foi ministrado pelo especialista em comércio eletrônico Daniel Cardoso, sócio-diretor da Universidade Buscapé Company.

Cardoso falou sobre a importância de o lojista saber quem é seu concorrente e como identificá-lo, além de definir estratégias para se destacar no mercado. O especialista foi enfático ao defender que, se o empreendedor descuidar de seus competidores, ele pode, sim, comprometer o sucesso do negócio.

Durante o webinar, o especialista ressaltou que o lojista virtual não precisa – nem deve – atuar só com a intuição quando o assunto é descobrir e monitorar os concorrentes. Enfatizou que existe uma série de ferramentas online desenvolvidas especialmente para auxiliar o empreendedor nesse sentido.

De acordo com ele, muitas delas são gratuitas. Outras são pagas, mas permitem a realização de testes antes de fechar um pacote. Dessa forma, o empreendedor pode avaliar qual é a melhor para cada estratégia antes de fazer o investimento. Cardoso indicou um conteúdo escrito por ele com 30 dessas ferramentas.

Um dos exemplos dados é a ferramenta Similar Web, sistema que permite pesquisar a audiência em qualquer site ou loja na web. A ferramenta acompanha a navegação de 10 milhões de internautas. A dica de Cardoso é usá-la para saber dados de audiência dos concorrentes e sites de referência que levam trafego para ele. Para isso, basta digitar a URL da sua loja no campo indicado que o sistema mostrará um painel com uma série de informações e gráficos, explica.

Outra ferramenta citada pelo especialista é a Woorank, que permite fazer análises do concorrente com uso de palavras-chave. O sistema gera relatórios com resultados que ajudam o empreendedor a melhorar as estratégias de SEO e marketing digital.

Como lidar com esse concorrente?

Cardoso reforçou ser necessário estudar os sites dos concorrentes, encontrar suas fraquezas e pontos fortes. Com essas informações em mãos, o empreendedor ganha confiança para trabalhar e definir com clareza suas estratégias de marketing, encontrando, assim, novos nichos e espaços de atuação.

Explicou, ainda, como definir a buyer persona, ou seja, o perfil do cliente comprador, o público-alvo que compra na loja. É por meio da definição desse cliente que o lojista definirá suas estratégias de marketing.

Na hora de “desenhar” a buyer persona é importante ter informações precisas sobre o comprador. Entre os campos a ser estudados e preenchidos, orientou, estão nome, idade, educação, atividade e problemas enfrentados por ele. Também é importante saber “o quê, como e onde” o cliente consome o produto e como a empresa pode ajudar essa persona no que ele precisa.

Cardoso ressaltou que a estratégia de marketing é feita com base na imagem que vem à cabeça do consumidor quando ele pensa em determinada marca ou produto.

Baixe aqui a apresentação completa!

Qual cliente você quer atingir?

Com base nas informações dos concorrentes e do público-alvo, são definidas ações práticas a ser tomadas, orientou o especialista em comércio eletrônico. Por exemplo: como saber se vale a pena entrar na guerra de preços com o concorrente?

A resposta é: se o seu diferencial for o preço e seu público-alvo procura os melhores preços, talvez faça sentido competir dessa forma. Contudo, muitas vezes, simplesmente baixar o preço pode não ser a melhor estratégia, mas sim pensar em serviços que agreguem valor ao produto, facilidade de acesso a itens exclusivos ou até mesmo proporcionar ao consumidor uma boa experiência ao comprar na loja. “Domine um deles, diferencie-se em outro, fique na média do restante”, diz Cardoso.

Qual é o seu posicionamento de marketing? De acordo com o especialista, ele pode ser preço, variedade, personalização, exclusividade ou nicho, facilidade dentro do segmento, entre outros.

Dessa forma, Cardoso concluiu o webinar resumindo as principais dicas para o empreendedor trabalhar com concorrência no mundo virtual. São elas:

– Não use só a intuição, use ferramentas
– Defina sua buyer persona
– Analise o posicionamento de marketing de seus concorrentes
– Defina seu posicionamento de marketing
– Elabore sua estratégia para conquistar o posicionamento desejado

Gostou das dicas? Então assista, na íntegra, ao webinar de Cardoso.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *